Iniciada por Manoel de Mello e Silva (1929-1990), um trabalhador da construção civil que veio a São Paulo do sertão de pernambucano, converteu-se ao movimento evangélico na Assembleia de Deus e algum tempo depois aderiu à Cruzada Nacional de Evangelização, hoje nomeada Igreja do Evangelho Quadrangular. Foi ordenado ministro pela International Church of the Foursquare Gospel, igreja estadunidense que organizou os trabalhos missionários que fundaram a Igreja Quadrangular no Brasil.[1]

Em 1955, Manoel teria tido uma visão de Jesus Cristo, a qual ele próprio narra: “Em 1.955 tive uma visão espiritual na qual o Senhor Jesus me apareceu e me deu ordens para começar, no Brasil, um movimento de reavivamento espiritual, evangelização e cura divina, e o Senhor Jesus mesmo deu-me o nome: ‘O Brasil Para Cristo’. Obedeci a ordem. Aleluia! Sem dúvida alguma começava no Brasil o maior movimento de evangelização e reavivamento espiritual de toda a América Latina.” [2]

O seu programa A Voz do Brasil Para Cristo ficou no ar por duas décadas e ainda continua na Rádio Musical FM, 105,7 com o seu filho Pastor Paulo Lutero de Mello. Conduziu reuniões em praças públicas e estádios de futebol. A Igreja O Brasil Para Cristo cresceu na maior parte em áreas pobres e operárias da Zona Leste de São Paulo.

A igreja O Brasil Para Cristo alcançou destaque entre as denominações pentecostais do Brasil mas é timidamente representada no exterior. Alguns movimentos pentecostais têm origem na igreja, como a Igreja Pentecostal Deus é Amor, e a Casa da Bênção. Por um período de tempo, a igreja O Brasil Para Cristo foi membro do Conselho Mundial das Igrejas.

Missionário Manoel de Mello deixou a direção de sua igreja em 1986 e morreu em 05 de maio de 1990. Possui hoje, 4300 congregações com 3.600.000 membros no Brasil e presença no Paraguai, Bolivia, Peru, Chile, Uruguai, Argentina, Portugal e nos EUA.[1]

A igreja O Brasil Para Cristo tem como sua sede o Grande Templo, no bairro da Pompeia, zona oeste de São Paulo, na Rua Carlos Vicari 124. O Grande Templo começou a ser construído nos anos de 1960, com capacidade de aproximadamente 9000 pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *